Poema - MARCELO BRANDÃO

27 de janeiro de 2022



A poesia,
existe
porque
resiste!

Enquanto
tecnologias
são criadas
para vir a
nos ajudar.
Enquanto
descobertas
científicas
são feitas.
Enquanto
a gente
se julga ou
se aceita.
A poesia
se tece e
acontece.
Enquanto
as guerras
expressam
o ápice da
estupidez
humana.
Enquanto
alguém nasce.
E enquanto
alguém morre.
Ela sempre
tem o que falar!
A poesia
acontecerá
até mesmo
enquanto
a ignorarem!
A poesia
acontecerá
enquanto
este tanto
este pranto
e este ato
não forem
nem pouco,
nem quase.
A poesia
é atrevida,
tem voz,
tem vontade,
tem coragem!
A poesia
existe
para
resistir!

Marcelo Brandão

Infinitudes Mulherísticas - RAQUEL LEAL

26 de janeiro de 2022


 

Infinitudes mulherísticas

 

Uma mulher tece o dia
Como trança os fios de cabelo
Se renda a barra do vestido
Se cose o corte de tecido

Uma mulher tece a vida
Se cuida do inocente
Rega a pequena semente
Tece na hora que cozinha

Uma mulher tece o eu
Quando aceita a imperfeição
Sabendo a educação do não
Valsando com o que pode ser

Uma mulher tece
Sem cansar as mãos
Infinitas razões
Desde que nasceu


Raquel Leal


O Escolhido- JULIO CESAR MAURO

25 de janeiro de 2022


 
“O ESCOLHIDO”

“Me aceite
Assim como eu sou
Igual a uma nota de duzentos
Que o meu bolso, ainda não guardou…

Me aceite às segundas
Às terças-feiras e quiçá aos domingos
Logo eu, que levo uma vida sem eira e nem beira

Vagabunda até
Cheia de silogismos, Príamos e vaga-lumes
Onde na luminescência da noite
Escolheu a escola da vida

Me aceite cheio de amores
Pleno de erros, mas isento de dores

Me aceite no teu serão
Me aceite apenas com um senão
Serei seu por hoje e até o fim do verão.”

*O escolhido*
By Julio Cesar Mauro
18/01/2021