17 de maio de 2021

A MÁSCARA


Autora: Elyane Lacerdda

Agora entendo o que é a solidão

Sim, agora entendo...

Não é escolha mas destino

Um acordar sozinho

E perceber

Que a vida corre e nos impõe

CORAGEM

Não há mais amparo...

A solidão pulsa

E nos indica caminhos

Máscaras cravadas nos rostos

Medo infiltrado

Nos olhares humanos

Agora entendo

O que é a SOLIDÃO

Braços que não abraçam

Mãos que não se encontram

Corpos que não se tocam

Sorriso que se esconde...

A VIDA

O MEDO

A PANDEMIA ...

THE MASK


Tradutora: Marina Bertani Gazola

Now I understand what loneliness is

Yes, now I understand…

It is not a choice, yet fate

A lonely waking up

And realizing

That life runs and imposes us

COURAGE

There is no support anymore…

Loneliness pulses

And shows us ways

Masks spiked on faces

Infiltrated fear

in humans’ eyes

Now I understand

What LONELINESS is

Arms that do not embrace

Hands that do not encounter one another

Bodies that do not touch each other

Smiles that hide themselves

LIFE

FEAR

PANDEMY …


Poema traduzido e publicado, em formato bilíngue, no Livreto: Jornada UFF de Experiências Docentes na Pandemia, na seção: Poemas na Pandemia, pág. 32.

NEM TODOS...

29 de março de 2021





NEM TODOS

 

Nem todos...

Podem sorrir escandalosamente

Porque há uma ferida latente

Q U E   A R D E

M A L T R A T A 

HUMILHA e EXCLUI...

Nem todos...

Desfrutam da natureza

Sentem o SOL queimar a pele

Com brandura

Apenas um  bronzeio e uma água de coco

Nem todos...

Sentam-se à mesa com os filhos

E vislumbram a fartura diária

Dos alimentos expostos

Nem todos...

Nascem e são envolvidos

Pelo sentimento de AMOR

Porque a tragédia os perseguem

O próprio VIVER

SANGRA em seus olhos

Nem todos

Têm a força de um FELINO

A coragem de um GUERREIRO

A Fé travada no peito

E a HUMILDADE 

De CLAMAR a Deus

Há um desespero no ar...

Pandemia..

Fome...

Violência ...

Um homem e seus questionamentos...

Sua vida e suas oportunidades

Nem  todos...